Home / Saúde / Quais as causas do bruxismo e como evitar

Quais as causas do bruxismo e como evitar

O bruxismo consiste em uma espécie de desordem funcional que tem como principal característica o fato de se ranger os dentes ou até mesmo apertar os dentes durante o período do dia – porém ele é muito mais comum ocorrer durante o sono. Mas você sabe quais as causas do bruxismo e como evitar cada uma delas?

Entre as causas mais comuns baseiam-se as citadas acima – isso porque a medicina avançada ainda não conseguiu estabelecer uma boa compreensão acerca de todos os pontos que podem acarretar o bruxismo essencialmente.

Entre as inúmeras razões de cunho fisiológico ou até mesmo psicológico para tal distúrbio, destacam-se:

  • Uma forte sensação de ansiedade, raiva, frustração, estresse e até mesmo tensão
  • Ocorre um forte alinhamento anormal da fase dental superior ou inferior, denominada como má oclusão
  • Problemas relacionados ao sono, como por exemplo, a apneia do sono
  • Dores de ouvidos e também dores nos dentes são muito comuns entre as pessoas que são acometidas pelo bruxismo e esses sintomas geralmente se manifestam com maior frequência em crianças.
  • O refluxo também se torna um problema extremamente recorrente
  • Complicações de uma eventual doença, como Parkinson e Huntington

Quais as causas do bruxismo e como evitar – entenda quais são os fatores de risco envolvidos

Fora todos os aspectos citados anteriormente, existem alguns fatores que elevam consideravelmente os riscos de bruxismo. Confira abaixo quais são eles:

  • Idade: em grande parte dos casos o bruxismo pode se manifestar em crianças e é comum que acabe desaparecendo na fase da adolescência.
  • Estresse: a elevação dos níveis de ansiedade ou estresse, assim como outros sintomas, como raiva e até mesmo frustração pode intensificar o ranger de dentes em muitas pessoas.
  • Substâncias consideradas estimulantes: substancias como álcool, nicotina, cafeína e também drogas podem potencializar ainda mais o bruxismo
  • Personalidade do individuo: pessoas consideradas mais agressivas, hiperativas e até mesmo mais competitivas podem ser mais acometidas pelo bruxismo.

Entenda quais são os sintomas envolvidos.

Entre diversos sinais que podem ser associados ao bruxismo em geral destacam-se:

  • Dentes com aspecto achatado, lascados, soltos e até mesmo fraturados
  • Ranger e apertar de dentes. Há casos que isso ocorre de forma tão intensa que o barulho chega a despertar uma pessoa que esteja dormindo próximo ou ao lado.
  • Sensibilidade nos dentes
  • Exposição das camadas mais profundas dos dentes por conta do desgaste do esmalte.
  • Dores na mandíbula ou até mesmo no rosto
  • Dores semelhantes com a inflamação no ouvido
  • Enxaqueca forte
  • Um sutil recuo da língua

Há também os sintomas determinados como muito mais graves, como por exemplo:

  • Sensação de intenso calor ou frio nos dentes
  • Ausência de sono
  • Depressão
  • Tensão, irritabilidade, ansiedade e estresse
  • Dificuldades para se alimentar adequadamente, chegando a haver o diagnostico de transtorno alimentar.

Quando devo recorrer a um especialista?

Em geral é importante recorrer a ajuda de um médico especialista quando os dentes se mostram muito desgastados, sensíveis demais ou até mesmo danificados.

Outro ponto são as recorrentes dores na face e na mandíbula, bem como nos ouvidos. Os ruídos também devem ser vistos como um forte sinal de alerta, bem como maiores dificuldades de abrir e fechar a boca – o que pode acabar acarretando também dificuldades para se alimentar.

Tipos de tratamento para o bruxismo

O principal objetivo do tratamento desse problema consiste em tentar amenizar as dores recorrentes e também evitar que os dentes acabem sendo comprometidos.

Um dos tratamentos mais comuns é o uso de uma placa adequada para o bruxismo que ajuda consideravelmente a reduzir o travamento.

Há vários tipos de placas e elas podem se adequar tanto a parte superior da boca como também na inferior – tudo poderá variar de caso para caso.

O ideal é que elas permitam que a mandíbula fique mais relaxada bem como evitar que os dentes se desgastem, priorizando que se obtenha o conforto suficiente durante o sono.

Para poder priorizar uma noite de sono e evitar o travamento é importante também levar em consideração que a sua respiração seja nasal – quem costuma dormir de boca aberta pode intensificar ainda mais o problema.

Uma medida interessante é recorrer ao uso de um dilatador nasal, que ajudará a manter a respiração mais adequada e permitir que você tenha uma noite de sono realmente qualitativa.

Agora que você já sabe quais as causas do bruxismo e como evitar, não deixe de levar em consideração todos os pontos abordados até aqui!

Sobre Vital Body

Veja também

Tenho Boca Seca à noite!

Por acaso já acordou no meio da noite com a boca seca? Pois saiba que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *