Home / Saúde / Sinusite e ronco provocam noites mal dormidas

Sinusite e ronco provocam noites mal dormidas

De: Richard Jakubaszko.

Muitas pessoas me perguntam como consigo “sobreviver” à sinusite. Faço deste post uma maneira de transmitir o que apreendi sobre a sinusite ao longo da minha vida, com o objetivo de ajudar aos que têm o mesmo problema.

Uso de muitos artifícios e estratégias para ter “qualidade de vida”, sempre ao dormir, como os dilatadores nasais da foto, pois sinusite é uma encrenca danada de encardida.

Há gente que sofre de terríveis dores de cabeça, mas eu não sei o que é isso, talvez devido aos cuidados preventivos que tomo. Mas sofro do que se chama de “Pan-sinusite”, inflamação crônica que toma toda a testa, logo acima dos olhos, mas a área afetada chega às laterais das narinas, os sinos, por isso o nome de sinusite.

Daí que, quem sofre de sinusite pode ter uma péssima e inadequada respiração, sobretudo ao dormir ou praticar esportes, e invariavelmente acaba ficando com uma voz fanhosa, o que prejudica a quem possui atividades profissionais que dependam da voz, seja cantor, palestrante, vendedor, telefonista ou radialista. Outro efeito maléfico são as noites mal dormidas, e o cansaço castiga o dia inteiro, deixa a gente de mau humor. Já o ronco é efeito colateral que prejudica o sono do(a) parceiro(a).

Para dormir melhor uso um produto lançado na Holanda, chamado Nasivent, que mostro na foto acima. É um dilatador nasal, introduzido nas narinas antes de dormir, e que permite uma noite de sono normal para quem sofre da sinusite, com respiração adequada, e que chega a reduzir o ronco, barulheira desagradável tanto para quem ronca como para quem dorme ao seu lado, ou até mesmo em cômodos diferentes da mesma casa… Tem gente que ronca mais que um motor de jato, né não?

Abaixo dou dicas sobre o Nasivent, além de dados sobre o produto, que retirei do site de uma empresa de vendas pela internet, onde comprei o produto pela primeira vez.
Que se entenda: a sinusite é uma inflação crônica dos sinos da face do rosto, que provoca dificuldades de respiração, especialmente durante o sono ou durante práticas esportivas, além do ronco. Há períodos crônicos e agudos. Deve-se prevenir, durante o estado latente e suportável, para que não entre em momento agudo.

A causa é de fundo alérgico, e muitos alimentos podem ser os responsáveis pela sinusite, mas cada pessoa responde de maneira diferente a esses alimentos. No meu caso, conforme já publiquei no blog: decifra-me ou te devoro , (ver em Alergia), os principais alimentos que me causam sinusite são o feijão preto, banana, batata, chocolate e alecrim, além de substâncias que, se estiverem em grande quantidade no ar, como metano, etileno, enxofre, e até mesmo alguns perfumes, que agudizam o problema. Entretanto, os alimentos que algumas pessoas relatam como causadores de suas alergias, seja sinusite ou coceiras, são os tradicionais, com alto potencial alergênico, como ovo, leite, amendoim, chocolate etc., e com isso elas não se importam com outros alimentos, o que é um erro.

O dispositivo que mostro na foto acima, o Nasivent, é um aparelho confeccionado em material atóxico (em silicone flexível), suave e maleável, que se adapta à cavidade nasal do usuário, o que permite a respiração normal durante o sono. A tecnologia inovadora desobstrui as narinas para a passagem do ar, e ativa o sistema circulatório, aumentando a oxigenação sanguínea. É ideal para práticas esportivas e para um sono mais confortável. Também é eficiente em problemas de congestão nasal, desvio de septo, rinite, ronco, sinusite e outros problemas relacionados ao sistema respiratório.

Nasivent também é eficiente em problemas de congestão nasal, desvio de septo e rinite, além de sinusite, e reduz o ronco a quase zero. Existem 4 tamanhos, para encaixar perfeitamente em todos os tamanhos de narinas, inclusive para crianças.
A Nasivent tem 2 links com informações: https://www.nasivent.com.br/ e https://www.nasivent.com.br/como-usar/

DICAS ADICIONAIS COM RELAÇÃO À SINUSITE:
– Evite gripes e resfriados. Nessas, a sinusite entra em estado agudo e maltrata seus portadores.
– Evite poeiras e ambientes poluídos, seja fumaça de escapamentos ou local mal cheiroso (como lixões, esgotos e latas de lixo, pois eles emanam metano).

– Faça limpeza diária com água e sal nas narinas. Eu faço o “afogamento simulado” quando a sinusite entra em estado agudo. Consiste em um copo com água no qual se dilui uma colher de chá transbordando sal. Com o corpo em L, debruçado sobre uma pia no banheiro, coloco um pouco dessa água na mão em concha e puxo pelas narinas, cuspindo depois o que sair pela boca, e limpando o muco das narinas. Faça até a água acabar, alivia o mal estar por algumas horas, facilitando o sono se feito antes de dormir.

– Descubra os alimentos alergênicos e evite-os.
– No inverno, e em tempo seco, especialmente no frio, a sinusite tende a piorar.
– Jamais pense que cirurgias resolvem a sinusite. Há médicos que prometem soluções com esse caminho, mas são paliativos, não resolvem a causa, e ela volta sempre.

– Inalações são sempre amenizadoras de estados agudos, e podem ser feitas mesmo em dias normais da sinusite, quando está apenas em estado crônico.
– Na região do Cerrado (Brasil-Central) existe uma planta que produz um fruto, parecido com a bolinha da mamona, e que, fervidos em 4 ou 5 frutos, geralmente dão bons resultados quando essa infusão é inalada. Mas faça com cuidados, pois é um dilatador natural poderoso e pode provocar hemorragia nasal. Mas isso depende, evidentemente, da sensibilidade de cada um.

– Sinusite não tem cura, a não ser que você descubra e evite todas as causas alergênicas (o que é impossível) ou que viva num ambiente sem poluição. Antibióticos também não funcionam, a não ser que o médico comprove por exames laboratoriais que há contaminação de bactérias no local.

– Calor na testa é um bom remédio, sempre. Depois de inalações, ou mesmo sem elas, sempre coloque a testa e os seios nasais próximos ao calor (10 ou 15 minutos). Pode ser o sol do meio dia, ou uma lâmpada incandescente ou ainda bolsa d’água quente. A cabeça fria é o ambiente preferido das bactérias que se instalam nessa região, portanto, calor nelas, você sentirá o ar fluir agradavelmente em suas narinas, em menos de um minuto.

– Existe um lavador das narinas (solução à base de água e sal), baseado numa prática indiana de 3 mil anos. Use água fervida, mas depois que esfriar… Uma colher de chá de sal, diluída em 300 ml dessa água. A Nasivent acabou de importar essa novidade, que é mais prática daquela que os indianos usam.
Outra dica, o link do importador da Nasivent, onde vc pode comprar os produtos que mencionei: Dilatador Nasal NasiVent


Sobre Vital Body

Vital Body publica artigos sobre como viver uma vida mais saudável utilizando produtos e acessórios que foram testados e aprovados em testes e por usuários no dia dia. Encontre em minhas publicações dicas para manter seu corpo saudável e um sentimento de felicidade e bem-estar. Vital Body Lifestyle - Um conceito de viver feliz e saudável.

2 Comentários

  1. Excelente artigo. Sofro dos mesmos sintomas de sinusite. Vou seguir as dicas do Richard. Já fiz o meu pedido no site. Obrigado.

  2. Sofri de sinusite devido obstrução nasal (desvio de septo) e utilizei o dilatador nasal depois da cirurgia.
    Isso foi a única solução que me deixou respirar no pós cirúrgico. O Nasivent me ajudou muito e utilizo até hoje para dormir. Até agora nunca mais tive sinusite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *